Publicidade
Este artigo tem mais de 5 anos.
Μoda

O mestre dos chumaços

Coquilhas caseiras com copas colossais amovíveis.

Por Jonathan Smith
30 Agosto 2012, 2:30pm



Harold Ivey é o velhote simpático que gere o leatheroaks.org, site dedicado à sua enorme e duradoura paixão pelo cabedal. O cabedal é, provavelmente, um dos fetiches mais corriqueiros que há, mas o que distingue o Harold do resto dos pseudo-entusiastas de S&M é a quantidade impressionante de roupa em cabedal que possui e o facto de ter sido ele próprio a fazer muita dessa roupa. Para além disso, é o inventor dos JockUps — coquilhas caseiras com copas colossais amovíveis, que conseguem tornar qualquer montinho mediano numa montanha massiva de masculinidade.

VICE: Gosto da forma como se navega no teu site. Para avançar ou retroceder nas páginas, clica-se numa fotografia de uma coquilha com o chumaço virado ou para a esquerda ou para direita. Aquilo é a tua pila ou é uma imagem de stock?
Harold Ivey:
Bem, eu não usaria a palavra pila. Na verdade, aquela é uma das minhas coquilhas preferidas. Foi a primeira de todas as que criei.

Que roupa é essa que estás a usar?
Estou a usar um fato Squirm. Foi feito para o gajo que gere o site rubberzone.com. Chamam-lhe Squirm porque anda sempre vestido com roupas de borracha e de bondage. Basicamente, é um fato de mergulho para triatlo. É um fato completo, dos pés à cabeça e é muito, muito confortável. Sente-se a borracha constantemente em contacto com o nosso corpo todo. Também estou a usar botas impermeáveis até à cintura, como as dos pescadores. Fazem um som porreiro quando nos movemos dentro delas.



Pois, tens um vídeo no site em que dois ou três gajos te batem com botas de pescador enquanto estás deitado numa cama de água, vestido com um fato de mergulho. Que panca é essa com as botas de pescador?
Para mim, são extremamente viscerais. Não há nada nelas que não aprecie. Numa situação adequada, a sensação das botas a tocar no nosso corpo é a melhor coisa do mundo.

Em que outros sítios é que as usas, para além dos pés?
A sensação do calcanhar da bota a roçar nas axilas é óptima. Só tens é de te certificar que não há areias nem pedras enfiadas nas solas. Algumas são mesmo boas. Assentam mesmo bem nas axilas, percebes o que quero dizer?

Suponho que sim. E também fazes os teus próprios fatos em cabedal, não é?
Grande parte deles, sim. Se houver algum modelo à venda que goste muito, é mais fácil comprá-lo. Mas se tiver uma ideia para um fato que ainda não tenha sido concretizado, geralmente, faço-o eu.



Qual é a peça de roupa mais interessante que fizeste?
Depende do ponto de vista. Provavelmente, o maior projecto em que me envolvi foi tentar fazer um fato de piloto militar. Durante 42 anos fui membro da Força Aérea e uma rapariga que lá trabalhava arranjou-me um fato de piloto militar todo velho e coçado. Ela emprestou-mo e eu criei a minha própria versão do fato, em cabedal roxo e verde. Demorei seis meses a fazê-lo, nos meus tempos livres. Ainda hoje me serve.

E no Verão, que roupas é que vestes?
Bem, no Verão uso basicamente um biquíni de cabedal. E estás a ver aqueles lenços que os rappers costumam usar à cabeça?

Sim…
Também fazem disso em cabedal. Uso isso e, às vezes, um cinto de ferramentas à cintura, ou algo assim. Esse costuma ser o meu fato de Verão, excepto se tiver de ir a algum lado onde seja obrigado a usar uma roupa minimamente aceitável.



Sei que costumas ir à igreja. O que é que usas aos domingos?
Geralmente, um fato de motard em cabedal.

O que é que os outros membros da Igreja dizem da maneira como te vestes?
Uma vez expulsaram-me de uma igreja episcopal porque o padre disse-me que tinha exagerado no chumaço. Na verdade, não foi bem expulsão, eu é que decidi sair.

Porra. Tinhas um chumaço muito grande?
Bem, eu produzo os JockUps e também os uso. Sempre fui da opinião de que se as mulheres têm mamas, os homens devem ter o chumaço deles. Não deve estar escondido, deve ser proeminente, mas com bom gosto. Não gosto da exibição explícita dos genitais. Acho isso parolo.



Os JockUps são aquelas coquilhas gigantes que vendes no teu site, certo?
Sim, é suposto serem enchidas com chumaços. Aquilo que me atraiu nas coquilhas é que se começares com uma — do tamanho correcto, para que se adeqúe perfeitamente ao teu material — o seu interior está em contacto íntimo com o teu corpo. E a coquilha é mantida no sítio com uma espécie de cuecas elásticas e, onde quer que toques no exterior dessas cuecas, é como se estivesses a tocar em ti mesmo. Quando se colocam mais coquilhas continuas a ter a mesma sensibilidade ao toque.

Então costumas usar mais do que um JockUp de cada vez?
De momento estou a usar dois, acho eu. O máximo que usei foram quatro.

Dá a impressão que isso te faria perder sensibilidade.
E é verdade. Com as coquilhas mais grossas que faço podes pegar numa palmatória em cabedal e dar com força no teu material. A sensação é óptima. Não te manda ao chão, cheio de dores. É uma sensação espectacular.



No teu site dizes que o JockUp clássico é um “chumaço compacto”, em que “a pila fica dobrada por cima dos testículos, com a ponta pousada entre eles”. Isso não me parece nada confortável… O que é que acontece se tiveres uma erecção?
Bem, com o pénis dobrado dessa forma é muito difícil ter uma erecção. Não diria que é impossível, mas é improvável e costuma ser limitador. Já tentei dormir assim e não consegui. Não se fica completamente duro, mas também não dá para relaxar.

Fazes muitos estilos de JockUps diferentes. No site dizes que dormes com um chamado “Curved Uplifter”.
Sim, o Curved Uplifter. Como te disse, não consigo dormir com a pila dobrada, mas com o Curved Uplifter… Não sei se estás ciente deste facto da fisiologia masculina, mas a maioria de nós tem várias erecções durante a noite, enquanto dormimos. O Curved Uplifter, quando começas a ter uma erecção, não deixa que fiques completamente duro. Mas aqueles altos e baixos… Nem sei bem como me explicar. De qualquer das maneiras, quando ficas excitado durante o sono tens uma sensação óptima de dominação lá em baixo.

És tu que fazes todas as coquilhas?
Sim. As primeiras foram feitas com restos de neoprene de fatos de mergulho usados, mas, hoje em dia, isso é difícil de encontrar. Agora uso aquilo a que chamo de “espuma de melão”, feita de colchões de campismo do exército suíço. Também uso uma espuma mais dura, na qual tens de bater com mais força para teres aquela sensação boa. Ambos os materiais mantêm as coisas lá em baixo, quentinhas e húmidas. Sentes-te mesmo bem.



Acho que o meu fato preferido no teu site é aquele em que estás com um colete às tiras e um chapéu engraçado. Podes-me explicar o que é que se passava ali?
Olha, essa é a “espuma melão”. O material original era um colchão de campismo de 70 por 180 centímetros e eu cortei-o como bem me apeteceu. Se conheceres bem os desenhos animados dos anos 80, o He-Man usava um fato muito parecido com aquele. Esta foto em particular apareceu no [icanhas]Cheezburger[.com], um site onde gozam com tudo. Toda a gente tentou adivinhar o que é o emblema desenhado no escudo. Sabes o que é?

Serão duas cobras?
É uma pila e um par de tomates, foi copiado da Fundação Tom of Finland. É um dos emblemas deles. Ninguém conseguiu adivinhar o que tinha em mente quando o fiz. Fiquei um pouco desiludido. E, já agora, o chapéu que estou a usar é suposto parecer-se com uma rã verde.


Fotografias cedidas por Harold Ivey