Os dinamarqueses que fazem cerveja com mijo coletado em um festival de música

O Conselho da Agricultura e Alimentação da Dinamarca aprova, chamando o processo de "beercycling" – mas você beberia?
9.5.17

Uma microvervejaria de Copenhagen, Nørrebro Bryghus, usou 50 mil litros de urina coletada no festival Roskilde pra produzir uma nova cerveja, "Pisner". Os dinamarqueses fertilizaram campos de cevada maltada com xixi durante a primavera de 2016, em vez de estrume animal ou nutrientes de plantas industrializados, segundo o Drinks Business.

O Conselho de Agricultura e Alimentação da Dinamarca descreveu o processo como "beercycling", e aprovou sua sustentabilidade. A cervejaria será capaz de produzir em torno de 60 mil garrafas de Pisner com a urina que coletaram.

Publicidade

"Quando a notícia de que começamos a preparar o Pisner saiu, muitas pessoas pensaram que estávamos filtrando a urina para colocá-la diretamente na cerveja e rimos muito disso", disse o CEO da cervejaria Nørrebro Bryghus, Henrik Vang. O projeto foi anunciado pela primeira vez em 2015.

O processo de fabricação de cerveja para Pisner começou em março deste ano e estará disponível para beber a partir do próximo mês. Isto levanta uma questão importante, porém: você beberia essa breja? Perguntamos a alguns funcionários do THUMP para descobrir.

Josh Baines, Editor do THUMP UK: Se o Bear Grylls pode espremer esterco de camelo para sobreviver, eu posso tomar uma cerveja de mijo pra aguentar um set do Lee Burridge.

Colin Joyce, Editor Assistente do THUMP US: Eu não tenho problemas em beber algo fertilizado com resíduos humanos (é esterilizado… ou algo do tipo), mas não gosto de cervejas gourmet. Uma Budweiser em temperatura ambiente, por favor.

Michelle Lhooq, Editora do THUMP US: Nem fodendo, não gosto de esportes aquáticos.

Josh Baines (de novo): Se você me vendasse os olhos e me pedisse para escolher entre um copo da cerveja barata padrão e um copo do meu próprio mijo, eu sinceramente não saberia dizer a diferença.

David Garber, Editor Associado do THUMP US: É sem glúten? Tô perguntando pra um amigo.

Emilie Friedlander, Editora Chefe do THUMP: Eu não bebo cerveja, então não (ufa!).

Max Mertens, Editor, THUMP Canadá: Essa é difícil.

Trey Smith, Editor de Social Media da VICE US: Nem fodendo.

Koen van Bommel, Editor, THUMP Holanda: Eu beberia – eventualmente, se eu estivesse naquele festival. Quer dizer, você tem que beber alguma coisa, né?