Como o Irma afundou Cuba e arrasou pontos turísticos da ilha
Foto: Ernesto Mastrascusm
Fotos

Como o Irma afundou Cuba e arrasou pontos turísticos da ilha

Os ventos chegaram a 250 km por hora. Pelo menos dez pessoas morreram.
12.9.17

Esta matéria foi originalmente publicada na VICE México.

O Furacão Irma deixou 10 mortos até agora em Cuba, de acordo com informações do governo local, além de ter causado graves danos por toda a Ilha, principalmente em áreas turísticas.

Uma das tempestades mais poderosas já registadas no Atlântico, o furacão assolou Cuba com ventos que chegaram aos 250 km por hora. A passagem do Irma pela ilha acabou com a infra-estrutura dos principais centros turísticos, incluindo a zona balneária de Varadero. O número de vítimas fatais já é de 38 depois da passagem do Furacão pelo Caribe.

Publicidade

Abaixo, mais imagens da devastação provocada pelo Irma em Cuba.

Um homem nada numa rua inundada de Havana, Cuba, no dia 10 de setembro de 2017. As severas inundações forçaram a evacuação de milhares de pessoas depois da passagem do Furacão Irma. Ernesto Mastrascusa/EPA.

Uma mulher posa com seu cachorro em frente à sua casa destruída pelo Furacão Irma, na cidade de Remedios. Ernesto Mastrascusa/EPA.

Postes de luz caídos impedem a passagem em ruas da cidade de Villa Clara. Ernesto Mastrascusa/EPA.

Uma árvore que tombou depois do furacão em uma rua de Remedios. Ernesto Mastrascusa/EPA.

A ressaca da maré inundou o Malecón, famoso ponto turístico em Havana. Ernesto Mastrascusa/EPA.

Um homem caminha entre as ruas inundadas de Villa Clara. Ernesto Mastrascusa/EPA.

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter e Instagram .