Cultura

"Narcos" no rastro do Cartel de Cali

A terceira temporada da série da Netflix mostra o grupo sucessor de Pablo Escobar, que a DEA apelidou de “Cali KGB”.

Por VICE Staff
04 Agosto 2017, 6:47pm

Este artigo foi originalmente publicado na VICE USA.

A terceira temporada de Narcos pode já não ter Pablo Escobar, interpretado pelo brasileiro Wagner Moura, mas o tráfico de drogas não morreu [e não há Moura, mas há Rapazote, Pêpê Rapazote]. O serviço de streaming divulgou um novo trailer para a próxima temporada, que promete mais sangue, armas, cocaína e pêlos faciais já tão populares na série.

A duas primeiras temporadas estavam centradas na caça da DEA a Escobar, na tentativa de derrubar o Cartel de Medellín. Escobar foi morto no último episódio e o novo trailer mostra a DEA a voltar a atenção para os novos barões da droga: o Cartel de Cali.


Vê também: "O legado de violência que Escobar deixou aos actuais cartéis criminosos (Parte 1)"


Nos anos 90, o Cartel de Cali era um sindicato de drogas multinacional, com informadores e ligações com governos de várias partes do globo. A DEA chegou a apelidá-lo de "Cali KGB". "É uma autêntica corporação de cocaína", diz no trailer a estrela de Narcos, Pedro Pascal - que interpreta o agente da DEA Javier Peña. E acrescenta: "E gerem-na como uma empresa Fortune 500".

Narcos, já se sabe, terá ainda uma quarta temporada, mas não se sabe se a próxima vai continuar a mostrar a luta contra o Cartel de Cali, ou se um Peña envelhecido vai aparecer à caça de El Chapo ou algo do género.

A temporada três chega à Netflix a 1 de Setembro. Vê o trailer acima.

Tagged:
TV
Narcos
Netflix
PABLO ESCOBAR
Cartel de Medellin
dea
Drogas
El Chapo
guerra às drogas
Entretenimento
Destaques
Cartel de Medelín
TV online