Publicidade
hysteria

Ascensão e queda do gladiador da alt-right

A VICE foi conhecer John Turano, antigo radical da direita alternativa norte-americana, conhecido como “Based Spartan”. Quisemos saber como é que se envolveu no movimento e porque é que decidiu sair.

Por VICE Staff
29 Março 2018, 7:05pm

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Quando John Turano apareceu em alguns grandes comícios de Donald Trump vestido com armadura e capacete à guerreiro de Esparta - e envolvido em pancadaria com manifestantes Antifa e com quem quer que o confrontasse - não demorou a tornar-se um ícone do movimento "patriótico" da alt-right norte-americana.

No entanto, depois de Turano a.k.a. Based Spartan perceber que estava a alinhar com neo-nazis, homofóbicos e racistas, virou-se contra o movimento. De um dia para o outro passou de celebridade da direita alternativa a pária.

A VICE encontrou-se com Turano na sua casa de Los Angeles para perceber porque é que, em primeiro lugar, se juntou à alt-right, como era participar em manifestações com o movimento e porque é que decidiu virar-lhe costas e seguir o seu próprio caminho.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Tagged:
Los Angeles
Donald Trump
Política
neo-nazis
homofobia
manifestações
EUA
Alt-Right
Sociedade
racistas
antifas
extrema-direita
direita alternativa
actualidade
docuemntário
movimento
based spartan
john turano