Por dentro da 17ª edição da Parada da Diversidade de Pernambuco
Todas as fotos por João Velozo/VICE
Identidade

Por dentro da 17ª edição da Parada da Diversidade de Pernambuco

Evento cresce e reúne cerca de 500 mil pessoas chamando atenção para a defesa da democracia e dos direitos LGBT na política.
19.9.18

O domingo amanheceu mais colorido nas ruas de Recife. Com uma movimentação que foi muito além da areia da praia de Boa Viagem, a 17ª edição da Parada da Diversidade Qual é a Sua Plataforma? Defenda a democracia e os Direitos LGBT atentou para a importância da conscientização para as eleições de outubro deste ano. Entre muitas cores e festa, os organizadores incentivaram a população a conhecer melhor seus candidatos e questionaram o grau de comprometimento deles com o respeito à diversidade.

Publicidade

Segundo a assessoria do evento, aproximadamente 500 mil pessoas participaram desta edição – 100 mil a mais em comparação ao ano passado. O evento homenageou o artista Junior Barros, conhecido por suas performances na pele da drag Vagiene Cokeluche. "Essa homenagem representa 25 anos que valeram a pena. Essa busca incansável de respeito, de profissionalismo, enfim, de provar que é possível fazer um trabalho independente de classe social, independente de orientação sexual", disse Barros, a Vagiene Cokeluche, à VICE Brasil. "Eu tô muito feliz porque uma drag nunca foi homenageada dessa forma.”

Vagiene Cokeluche foi uma das atrações do trio elétrico da AmoTrans, um dos 12 carros que conduziram e encantaram o desfile na Avenida. Entre o grupo de pessoas que brilharam no trio, estava a drag Britney Hill, participando pelo 5º ano consecutivo da Parada da Diversidade. Segundo ela, “o mais importante é ter o respeito e viver o amor”, ressaltando a importância da conquista de espaço e luta por direitos.

Há muito o que se trabalhar em termos de representatividade no Brasil, país onde um membro da comunidade LGBT morre a cada 19 horas (dados do levantamento feito pelo Grupo Gay da Bahia em 2017) por motivação homotransfóbica. A Parada da Diversidade de Pernambuco se posta como uma estratégia de luta do movimento em defesa de direitos, considerando a visibilidade como fortalecimento de ações no enfrentamento da homofobia e de promoção da livre expressão da sexualidade.

Publicidade

Saque as fotos abaixo:

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter , Instagram e YouTube .