Vida

Os sítios onde irás depois do divórcio (e dos 40)

Quando chegares aos 40 vais poder cumprir aquele pacto que fizeste com os teus amigos, naquela madrugada em que prometeram nunca deixar de sair à noite.
26 February 2016, 9:43am

Imagina que acordavas amanhã com mais 20 anos e com um divórcio em cima. Ao princípio tentavas falar com a tua família mas, seja lá quem foi que te amaldiçoou, também criou um clone e colocou-o no teu lugar. Batias à porta de casa dos teus pais, nervoso, e eles ficavam assustados. Resolvias fugir. Começavas a criar uma vida nova e decidias: "Ainda ontem era jovem, porque é que não haverei de sair à noite?".

Começas a tentar entrar em discotecas e, entre olhares abismados, recusam-te a entrada numa casa conhecida porque "é festa privada, para entrar tem de pagar 120 euros". Tu já ouviste esse discurso a ser dito a pessoas mais velhas, a turistas ou a grupos numerosos quando saem à noite, quando a discoteca não os quer lá dentro. E para onde saem as pessoas que ficam demasiado velhas para sair à noite? Para as danceterias.

"Forever young, i want to be forever young", via Facebook.

Depois de um divórcio da pessoa dos seus sonhos, muitos acabam por lá ir parar. Uma danceteria é o local onde podes encontrar todos aqueles quarentões que comentam "linda..." nas fotografias de perfil do Facebook de raparigas mais novas. Se jogares as cartas certas, um dia essa pessoa podes ser tu.

Se fosses mais velho, terias uma boa selecção de locais onde ir? Sim, no país todo. Seja matiné ou noite. Vais poder cumprir aquele pacto que fizeste com os teus amigos, naquela madrugada em que prometeram nunca deixar de sair à noite.

JAVA HOUSE

Por vezes basta beber um copo e, para isso, chega um café ou um bar, ou um snack-bar, ou lá como lhe chamam. Não é preciso ir para um sítio onde se vá gastar imenso dinheiro. No entanto, se quiseres conforto, mas com alguma emoção, podes seguir para um café como o Java House, em Peniche.

O que é que distingue o Java House do café comum? Tem festas temáticas apropriadas para todas as idades, mas sem deixar de ter um registo "caliente". Um bom exemplo foi a "ZoO e SeLvA pArTy", onde o espaço se transformou num local recheado de animais exóticos, com disfarces e espectáculos circenses. A única recomendação ao visitares o Java House é escolheres um lugar perto da porta, para seres o primeiro a fugir em caso de incêndio.

Pode parecer uma selva mas é Java House, via Facebook.

Uma selva com uma mulher-tigre que tem o poder do fogo. Hmmm, se calhar não é boa ideia? É um espaço fechado, mulher-tigre! Não queremos que aconteça uma tragédia..., via Facebook

O mais estranho nesta fotografia é que ninguém parece estar com medo de morrer, via Facebook.

"Devíamos ter alguém a rodar umas coisas a arder na festa de sábado. Como é sobre selva, e isso", via Facebook.

DANCETERIA CERÂMICA

De Peniche para Vale de Canas, em Torres Vedras. Aqui quem sabe estica o braço e a menina dança ou descansa. As mulheres não pagam, mas também não vão ter descanso a noite toda com tantos homens em cima delas, devido à promessa de "uma noite recheada de mulheres".

Tu estás habituado a sair num sítio onde as variações de idade são, no máximo, de 15 anos. Numa danceteria podes contar com TODAS as idades, dos 18 (às vezes menos) até aos 88. É um sítio livre, onde todas as modas continuam a funcionar, não importa quantos anos passaram.

Cabelo espetado e descolorado, nesta danceteria tudo é aceite, via Facebook.

As estrelas dos anos 90 continuam a ser estrelas aqui. E não me admirava se fosse uma presença paga!, via Facebook.

Bem, pelo menos o Melão ficou com uma fotografia de quando a sua carreira bateu no fundo, via Facebook.

Este é o artista que foi abrir para o Melão. É o Azeite, via Facebook.

Na Cerâmica os DJs são garotos. São os únicos que sabem como sacar músicas, via Facebook.

DANCETERIA SEMÁFORO

Algumas danceterias parecem clubes de swing. Mas da dança, calma. Esta, nem por isso. Autointitula-se "a capital da dança", mas vendo as fotografias da sua conta de Facebook sugiro um novo: "A capital das pessoas sentadas".

No Semáforo, em Ovar, não há sinais vermelhos para tudo o que distingue uma dancetaria de uma discoteca: Rui Bandeira, música ao vivo, velhotes a pontapé e comida.

discobabes #migas #topgatinhas #semaforo4ever #maduramascomcurvas, via Facebook.

Vamos levar a miúda. Assim ela vai perceber a desilusão que a vida realmente é, via Facebook.

S.O.S. - Uma banda que põe nos seus cartazes as suas fotos de obituário, via Facebook.

DANCETERIA MUNDIAL CAFÉ

O que é mais deprimente, ser mais velho e estar em casa, ou ser mais velho e estar numa danceteria? É difícil de dizer ao certo. A nossa geração promete ter um número de pessoas muito maior do que aquela que agora tem 40 ou mais a sair à noite daqui a 20 anos. Imaginem-nos só, velhos, todos de vans, a ouvir os Arcade Fire e a discutir sobre se era a melhor banda do mundo.

Não era, nem será uma das que toca no Mundial Café, na Amadora. Mas, verdade seja dita, ou este café foi comprado pela Viva Fit, ou eles sabem mesmo chamar a atenção das mulheres:

Acho que já sei onde vão sair todas as mulheres divorciadas, via Facebook.

A sério, estão todas aqui, via Facebook.

via Facebook.

DISCOTECA ESTALEIRO

E, para finalizar, a cereja no topo do bolo. Há uma coisa que tem faltado nestes estabelecimentos que há na Discoteca Estaleiro, também na Amadora. Claro que estou a falar de festas da espuma. O prazer de pequenos e graúdos, aparentemente. Porque melhor que música, comida ou locais para sentar, há que ter diversão. Senão não se chamavam "espaços de diversão nocturna".

No Estaleiro, diversão é coisa que não falta, como se vê pela cara da senhora, via Facebook.

Hmmm, se calhar isso não é a... hmm, não é a... a melhor ideia para uma grávida?, via Facebook.

Ela estava perdida..., via Facebook.

Felizmente apareceu uma mão amiga, via Facebook.

"Melhor festa de sempre", via Facebook.

Acordas abruptamente. Lá fora o céu está azul e já é tarde. Ainda és jovem. Acabas por te esquecer do que sonhaste: que daqui a 20 anos poderás viver outra vez.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.