Creators

O inferno do transporte de massas captado numa série fotográfica

Uma dose de ansiedade gráfica e claustrofobia urbana no metro de Tóquio.

Por Diana Shi
21 Fevereiro 2017, 5:19pm

Este artigo foi originalmente publicado na nossa plataforma CREATORS.

É difícil descrever as dificuldades de uma viagem horrível num transporte público quando és um utilizador frequente em qualquer grande metrópole do Mundo. E não é menos complicado encontrar espaço e paciência para captar fotos apelativas nessas situações (ainda para mais, porque, em muitos sítios, podes arriscar a chegar a casa sem máquina, sem carteira e sem dignidade). Se calhar, torna-se mais fácil para alguém que não viva em determinada cidade, retratar as questões dolorosas do transporte de massas, principalmente se for um estrangeiro de visita.

O fotógrafo Michael Wolf trabalha em vários países asiáticos a documentar as condições em que as pessoas (sobre)vivem nas cidades mais povoadas. No seu trabalho Tokyo Compression, o alemão foca-se na densidade urbana da metrópole japonesa e capta alguns dos momentos mais insuportáveis das viagens nos transportes públicos.

No seu site, Wolf descreve a experiência de tirar estas fotos tão pessoais como uma tentativa de "questionar o papel de um fotógrafo na cidade".





Em poucas palavras, Tokyo Compression representa as pequenas lutas do dia-a-dia. O que pensam as pessoas, os seus gritos internos e o que sentem quando são empurradas e esmagadas contra a porta do metro. "Estes retratos íntimos dos passageiros encurralados em espaços pequenos, tem como objectivo representar o inferno urbano, realçar, de uma forma extrema, a vulnerabilidade das pessoas", explica Wolf.

E acrescenta: "A densidade já não é apenas arquitectónica, mas também humana, pelo que estas imagens criam uma sensação de incómodo, ao mesmo tempo que os sujeitos tentam afastar-se do campod e visão do fotógrafo, ou, simplesmente, fecham os olhos à espera que este desapareça".

Podes ver mais trabalhos de Michael Wolf, na sua página web.







Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.