Publicidade
cenas

Um traficante explica o que aconteceria se as notas de 500 euros desaparecessem

Segundo o especialista financeiro Charles Goodhart, as notas de 500 euros são usadas, maioritariamente, para lavar dinheiro.

Por VICE Staff
07 Outubro 2015, 4:03pm
Foto por imago/Steinac

Os especialistas têm vindo a pedir a eliminação das notas de 500 euros para travar a lavagem de dinheiro e o crime organizado. Alguns países europeus já tomaram as medidas necessárias, depois de perceberem que esta nota de valor pouco prático se usa sobretudo para a realização de grandes transacções de dinheiro.

Os bancos britânicos, por exemplo, deixaram de usá-la em 2010, quando os cálculos do organismo contra o crime organizado indicaram que aproximadamente 90 por cento das notas de 500 euros vão parar directamente às mãos de delinquentes. Em Setembro de 2015, o economista Charles Goodhart pediu novamente que a nota violeta fosse retirada do mercado, por isso achámos que era o momento ideal para falar com alguém que está muito habituado a estas lides: um traficante de drogas de Berlim.

VICE: Segundo um especialista financeiro, Charles Goodhart, as notas de 500 euros são usadas para lavar dinheiro. Os políticos pensaram várias vezes em eliminá-las. Achas que teria algum efeito na deliquência alemã?

Anónimo: Primeiro, faz muito mais sentido falsificar notas de 20 euros que de 500, porque ninguém as verifica. Com uma nota de 20 euros pagas o tabaco, uma Coca-Cola, qualquer coisa. Mas as notas de 500 euros só se vêem uma vez por mês, por isso as pessoas têm medo de acabar com uma nota falsa e ter que pagá-la do seu próprio bolso. Toda a gente verifica, pelo menos duas ou três vezes, se uma nota de 500 euros é verdadeira ou falsa. Acho que não sabem do que falam, escrevem o que lhes apetece. Para mim não vale a pena falsificar uma nota de 500 euros.

Segundo um especialista financeiro, Charles Goodhart, as notas de 500 euros são usadas para lavar dinheiro.

Já viste alguma nota de 500 euros falsa?

Com os meus próprios olhos não, nunca vi nenhuma. Vi, seguramente, uns 30.000 ou 40.000 euros em notas falsas de 50 euros. A nota de 200 é a mais rara, toda a gente sabe. E a de 100 também a falsificam, mas só para comprar droga.

Supostamente não estão a tentar tirá-la de circulação para evitar a falsificação, mas sim para dificultar as operações com grandes quantidades de dinheiro. Achas que assim faz mais sentido?

Bem, ou andas por aí com um maço de cinco centímetros de diâmetro, ou com outro de 30, mas no final levas a mesma quantidade de dinheiro. Se querem apanhar-te, apanham-te, o que importa é a quantidade. Por isso, dizer que "vamos livrar-nos das notas de 500 euros para que as pessoas não possam comprar droga" é absurdo. É mais fácil ir comprá-la com notas mais pequenas, (que o traficante terá que aceitar e, por sua vez, utilizará quando tenha de comprar mais mercadoria). Haverá mais dinheiro a circular, mas não irás com dois sacos cheios de dinheiro em vez de um.

A nota de 200 é a mais rara, toda a gente sabe. E a de 100 também a falsificam, mas só para comprar droga.

Se queres comprar algo e levas uma bolsa cheia de notas de 50, não dás mais nas vistas que com uma bolsita onde leves apenas algumas de notas de 500? Ou seja, o que querem dizer é que pretendem dificultar o processo.

Eu acho que o que querem é livrar-se do dinheiro para ter controlo sobre o sistema de drogas, porque as pessoas já não poderiam pagar com dinheiro na mão. Agora querem livrar-se das de 500, daqui a cinco anos serão as de 200, dentro de 10 as de 100, dentro de 15 as de 50, até que deixemos definitivamente de usar dinheiro.

Então achas que é uma questão de dinheiro físico?

Sim. Mas sempre existirá um mercado de drogas, seja com a Merkel, ou com o Obama, seja de tabaco, ou de álcool.

Como é que imaginas o futuro sem dinheiro físico? Como será o negócio da droga?

Em 2050, será exactamente igual. Tu queres comprar droga, eu monto uma empresa e tu vens e levas a tua droga, como se fosse uma loja – toda a que quiseres. É assim que funcionará. Isto não é uma questão de drogas, tem mais a ver com alguém livrar-se do dinheiro para poder ter poder sobre as pessoas.

O que queres dizer exactamente?

Que as pessoas não poderão fazer negócios sem que o governo saiba, qualquer tipo de negócio. Não tem porque ser apenas droga, isto tem a ver com os impostos. As pessoas já começaram a preparar-se, compram diamantes, já ninguém quer dinheiro, percebes?

Também pode ser interessante pensar que: se eliminam as notas de 500 euros, e se tu tens algumas guardadas nalgum sítio, nalgum momento terás de ir depositá-las .

Isso não é um problema! As pessoas não têm a mínima ideia. Eu vou a um joalheiro e digo-lhe que tenho uma determinada quantidade de tempo – uma semana, por exemplo – para trocar o dinheiro todo. E ele, sem problema, dá-me três quilos de ouro. Assim que o preço do ouro suba, volto a vendê-lo e obtenho uns mil euros de lucro, ou assim. Porque não? Não tens de fazer nada. Se compras três lingotes, ganhas mil euros vezes três, sem mexer uma palha. Ganhas dinheiro com o câmbio.

Trabalhas muito com notas de 500 euros?

Muito raramente. Quando me dão uma nota de 500, vendo-a por 505 euros. Não estou a brincar. Dão-me cinco euros por cada nota. Estão loucos, porque em todo o caso vão ter de comprar alguma coisa com esse dinheiro e continuam a ter o stress de trocar a nota. É uma parvoíce.

As pessoas já começaram a preparar-se, compram diamantes, já ninguém quer dinheiro, percebes?

Porque é que achas que as pessoas querem ter uma nota de 500 euros?

Querem-na para que a sua carteira pareça mais vazia. Para que não seja tão pesada quando andam por aí. Nada mais. É uma questão de comodidade. Quando ganhas dinheiro legalmente também não te apetece andar por aí com notas de 10 euros, porque não é fixe.

Ok, eu também não gosto de andar com notas pequenas, mas não entra no jogo do prestígio aparentar que se tem pasta porque se anda com uma nota alta?

Sim, é verdade. Queres que se note que tens dinheiro. Se tens uma dessas notas, passas à frente dos outros. Alguns fazem-no por piada, e toda a gente se ri, mas niguém o faz a sério. Se alguém ganha 300 euros por mês e aparece com uma nota de 500, é motivo de gozo.

Como seria um Mundo sem notas de 500 euros?

Para mim? Igual. Não preciso delas, nem hoje nem amanhã, nem depois. Não me despertam nenhum interesse. Dinheiro é dinheiro. A única coisa que importa é que possas comprar coisas com ele.

E as transferências de dinheiro para outros países? O sistema Hawala, por exemplo, com o qual levas uma determinada quantidade de dinheiro, e eles dão-te um código que podes trocar por dinheiro, noutro país.

Esse é um sistema italiano. Não o conheço muito bem. Os tipos que fazem isso levam uma fralda com notas de 500 euros. Depois apanham um avião.

Dinheiro é dinheiro. A única coisa que importa é que possas comprar coisas com ele.

Então precisam de notas de 500 euros! O que é que acontece se deixam de existir? Não há rabo que aguente tanta nota.

Viajas duas, ou três vezes. Ou levas a tua namorada contigo, ou dois ou três amigos. Não há problema, porque no final vale a pena. Há tantas maneiras... Nem imaginas. Mover dinheiro é o menor dos problemas. Ouve o que te digo, é adaptar-se ou morrer. Isto significa que há que mover-se com o tempo, não podemos voltar ao passado. Se eliminam o dinheiro em papel, nós também o faremos. É como o jogo do gato e do rato. Se alguém amanhã constrói um muro, alguém construirá uma escada, e se nesse muro se colocar arame farpado, haverá quem cave um túnel. Podemos ser jovens, não temos 30 ou 40 anos, mas não somos tontos. Há rapazes de 18 anos que conduzem carros de 400 mil euros, entendes? Essa é a questão.

Tagged:
crime
tráfico
dinheiro
Droga
Vice Blog
impostos
notas de 500 euros