O Tinder anunciou que vai incluir a opção "transgênero"
Arte da bandeira trans sobre o logo original do Tinder por Juliana Lucato/VICE

FYI.

This story is over 5 years old.

Noticias

O Tinder anunciou que vai incluir a opção "transgênero"

O aplicativo de pegação mais famoso do mundo irá readequar sua interface para que pessoas transgênero possam ter uma opção além de "homem" e "mulher" quando se cadastrarem.
8.6.16

O Tinder, aplicativo de pegação mais famoso do mundo, acaba de anunciar que nos próximos dois meses irá readequar sua interface para que pessoas transgênero (que não se identificam com o sexo biológico) possam ter uma opção além de "homem" e "mulher" quando se cadastrarem e procurarem novos crushs.

A confirmação partiu do co-fundador e CEO do aplicativo, Sean Rad, durante uma conferência no início de junho. Para ele, até então, o Tinder "não havia feito o suficiente" pelas pessoas trans. "Não é bom somente para a comunidade do Tinder, é a coisa certa a se fazer pelo mundo", relatou em entrevista ao site de tecnologia Recode.

Leia também: Deputados federais querem vetar o nome social para a comunidade trans do Brasil

A assessoria do Tinder no Brasil informou que o aplicativo recorreu à "conselheiros LGBT" e também à GLAAD, ONG que ajuda marcas e empresas a tornarem sua comunicação mais "inclusiva". Em comunicado oficial, o app reconhece que identidade de gênero não é mais binária (feminina e masculina). "Existe uma comunidade importante de transgêneros (e de gêneros não definidos) no Tinder que não tinham essa experiência… ainda", traz a nota. Entretanto, ainda não foi divulgado como esses outros gêneros poderão utilizar a plataforma – caso de pessoas não-binárias (que não se identificam nem como homens, nem como mulheres).

No ano passado, o Facebook habilitou a opção de gênero "personalizado", incluindo a possibilidade para cada um escolher o pronome (feminino, masculino ou neutro) pelo qual prefere ser chamado.

**Siga a *VICE Brasil* no Facebook, Twitter e Instagram.**