FYI.

This story is over 5 years old.

cenas

Os melhores sítios para despejar preservativos usados

Aprendam, pode mudar a vossa vida.
18 December 2012, 11:30am

Todas as actividades humanas produzem desperdício e lixo. Enquanto alguém conduz um automóvel, há monóxido de carbono a ser expelido. Depois de comer uma refeição, uma pessoa tem tendência a criar algo que os mais reputados cientistas rotulam de “merda”. E as relações sexuais não são a excepção desta regra. Um orgasmo masculino produz sémen, o que, para uma grande parte da população, é o único objectivo de um encontro.

Em teoria, o sémen é o néctar da vida. Contudo, o sexo é utilizado (e aproveitado), repetidamente, para razões que não se enquadram na esfera da procriação. Solidão, medo de morrer e aborrecimento são outros dos verdadeiros motivos para a copulação. O que torna o esperma no triste e húmido resto que relembra alguém de que é necessário regressar à depressão, depois de (mais ou menos) 15 minutos de escape.

Os preservativos permitem que os gajos não só evitem a gravidez e as doenças, como também possibilitam que a raça masculina tenha um sítio perfeito para guardar a esperma. Infelizmente, o problema não se fica por aí. O preservativo, depois de usado, tem de ser guardado em algum lado. Há uma panóplia de opções para os homens se verem livres destas provas sexuais, mas cada uma dessas escolhas traz consigo uma miríade de complicações nunca antes vistas.

ATIRÁ-LO AO LIXO
Uma pessoal normal parte do princípio que, uma vez atirado para o lixo, está tudo tratado. Ninguém tem de o ver, ninguém tem de lhe tocar, ou de interagir com o dito cujo. Isso ignora a simples verdade de que o balde do lixo tem de ser aberto de forma a retirar mais lixo. A menos que mores sozinho, o que se tem vindo a tornar mais raro (tendo em conta a nossa miserável economia actual), é muito provável que uma parte neutra, ou não-participante tenha a oportunidade de dar de caras com os restos nojentos de uma sessão tórrida de fornicanço. Se atirar um preservativo ao balde do lixo é a única opção de alguém, então aconselho que envolvam o dito cujo num bocado de papel higiénico, ou que o enfiem dentro de uma caixa de cereais. Por favor, presta atenção: a caixa de cereais deverá estar vazia e dentro do lixo. Uma caixa de cereais na despensa não é o sítio correcto para armazenar o sémen de alguém. Por outro lado, se existe uma tensão disfarçada entre colegas de casa, colocar sémen dentro da caixa de cereais é uma maneira genial, e muito passivo-agressiva, de aquecer os ânimos.

GANHAR ASAS
O benefício do método da janela é que o preservativo já não reside no domicílio do interessado. Pode terminar o seu trajecto em cima de uma árvore, num passeio, ou em cima da cabeça de um transeunte. É o verdadeiro caso de “fora da vista, fora dos pensamentos”. Uma criança pode, hipoteticamente, descobrir o preservativo e pensar que é uma espécie de brinquedo, o que é óptimo se se tratar de uma criança oriunda de uma família pobre, que não possa comprar um Furby, ou o que quer que seja popular entre os jovens hoje em dia. Controversamente, a criança pode ser rica e o acto de descobrir um preservativo pode ser o primeiro passo para um caminho criminal. Mas o melhor é ser discreto.

DEBAIXO DA CAMA
Não é incomum que as pessoas evitem olhar para debaixo da cama. O espaço debaixo da cama é um circo para minas de lixo, pêlos púbicos, recibos do McDonald’s e sapatos velhos. Por que não juntar balõezinhos a esta combinação? Presta atenção: isto só funciona se a tua mãe nunca aparecer. O primeiro sítio que uma mãe cusca quando vai a casa do filho é debaixo da cama (para descobrir quão porco é o filho que criou). Como tal, esta é uma óptima solução se fores um órfão ou se a tua mãe já tiver morrido.

TORNA-TE ÓRFÃO
Os órfãos têm problemas emocionais, por isso não costumam ter muitos amigos. Mas também não têm pais que julguam a sua falta de limpeza. Normalmente, não aguentam colegas de apartamento por causa da referida instabilidade mental e emocional. A não existência de relações pessoais significa que não há ninguém que encontre os teus preservativos usados. Não ter pais é a maneira perfeita de nos vermos livres dos preservativos.

ABSTINÊNCIA
As leis da decência obrigam-me a incluir a abstinência neste artigo. Isto é um “método altamente efectivo” de nos vermos livres de preservativos, uma vez que não irão ser necessários preservativos porque não haverá sequer contacto sexual. “Recomendo" que se evite todo o contacto com “a raça humana” e que se “ignore as necessidades físicas”. Se quiseres saber mais informação sobre a educação de abstinência, por favor, não telefones a ninguém. Isto, claro, porque se alguém atender, a sua voz pode soar demasiado sexy e depois tu terás dificuldade em controlar as tuas necessidades.