Publicidade
Music by VICE

Os DJs caminhoneiros são a alma do Brasilzão estradeiro

DJ Wagner, DJ Acarajé e cia. fazem a trilha sonora dos transportadores autônomos compilando os cdzões mais qualificados da BR, migão.

por Rica Pancita do Twitter
28 Maio 2018, 7:57pm

DJ Wagner. Via Facebook

O Brasil tem aproximadamente 2 milhões de caminhões rodando diariamente nas estradas do país. Ou pelo menos tinha até a última semana, desde que uma paralisação total da categoria colocou à prova a expressão “se tá na mão, veio de caminhão”. Fato é que eles são parte essencial do principal modal de transporte de cargas no Brasil. Para além do fator financeiro, a vida do irmão caminhoneiro não é lá das mais fáceis: há a distância da família, perigos da estrada, banheiros nojentos e horas sozinho no veículo com cenário entediante e todas as frequências de FM dando só chiadeira.

Principalmente por conta desse último fator que, em todo país, surgem os DJs caminhoneiros, que disponibilizam para download sets, principalmente de remixes EDM de anos 80, pop atual e sertanejo, enquanto falam sem parar com os "migão" do trecho. Grande ajuda pra quem tá afim de uma companhia na estrada, mas não tem muito a intenção de botar no AM pra ouvir o Pedro Trucão.

Se liga então nos DJs mais "qualificados" da BR, botando pressão na madrugada.

DJ Wagner

O próprio original. O marco zero dos DJs caminhoneiros. O Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. DJ Wagner consolidou-se como o “DJ que representa os caminhoneiros de todo o Brasil”. Seu estúdio, Pug-Mix, ao lado do Restaurante Fazendinha, no KM 514 da BR-153, em Tocantins, tornou-se ponto de peregrinação para caminhoneiros que sempre param lá e encontram o estúdio fechado (tá sempre fechado).

Devido à ausência de coisas consideradas até que comuns do lado de cá, como “press releases” ou mesmo “biografia”, eu não tenho como informar com precisão nem como e nem quando começou a carreira do DJ Wagner. Mas certo é que, há quase uma década, a lenda dedica-se a gravar setlists com remixes EDM que incluem desde hits do pop oitentista até sucessos do sertanejo contemporâneo, sempre inserindo sua voz ao longo das faixas pra mandar um alô ou contar casos das estradas.

Os cdzões qualificados"! são em sua imensa maioria encomendados por agrupamentos de caminhoneiros, como Grupo Elite Paranaense, GLN - Grupo Loucos da Noite e GAV - Grupo Amantes da Velocidade, em que ele cita todos os integrantes, um por um (vai mais de 40 pessoas em cada grupo), ou por prestadores de serviços, como Maycom Pinturas e Estofaria Catarinense. Assim que o cdzão é lançado, ele se espalha rapidamente pelos perfis de caminhoneiros na rede social Flogão, onde baixam via 4shared ou no site SuaMúsica.

DJ Wagner é, com toda certeza, a principal influência de todos os outros DJs caminhoneiros. Idolatrado, conta com uma considerável discografia disponível no YouTube, produtos provavelmente não-licenciados no Mercado Livre, e é sempre o mais pedido nos eventos de caminhoneiros em todo território nacional.

DJ Nilton

Também conhecido como “poeta dos caminhoneiros”, do DJ de Feira de Santana na Bahia ganhou relevância com seus poemas motivacionais ou, como chama, “leriados”. Enquanto o DJ Wagner arrepia o EDM pra deixar a galera acordada na madrugada, DJ Nilton manda aquele pop #uplifting pra inspirar a galera em todo o processo de ser um irmão caminhoneiro. Desde o início, no sonho em poder trabalhar na estrada (só que antes tem que ir no banco pedir financiamento de pelo menos DUZENTOS MIL só pra começar a brincadeira), passando pela rotina distante da família, e o constante risco de morte, porque tá puxando mais de 20t no lombo e qualquer deslize a carguinha tá escapando na curva e te puxando pra fora da estrada e aí acabou, deixa saudades. Daí eu falo isso e cê pensa “meio pesado né”. O dia-a-dia do caminhoneiro é bem pesado, mas tá aí o Poeta dos Caminhoneiros pra ser o ombro amigo pra não desistir e seguir em frente no sonho, enquanto rola uma da Avril Lavigne de fundo.

DJ Acarajé

“O original do nordeste”. Diretamente de Igarassu, Pernambuco, Acarajé vai mostrando ser o DJ caminhoneiro em ascenção do momento. Fato é que seu estilo é MUITO similar ao do DJ Wagner na forma de falar com os migão do trecho, o que ao menos no início, rendeu uma alfinetada do Wagner. Torço pra que a relação tenha melhorado ao longo dos anos. No som, uma leve diferença, com a presença de remixes dub e alguns arrochas, mas com o EDM dominando, pra satisfação da galera do trecho nordeste da BR-101.

DJ André Zanella & Pilha

De Santa Catarina vem o DJ com melhor estrutura profissional de todos (tipo, ele tem um RELEASE e site próprio) mas, em contrapartida, o menos “caminhoneiro” de todos. Na verdade, ele nem é caminhoneiro: sua principal área de atuação é o som automotivo. Ou seja, aquela mix exageradamente grave que quando passa na rua vibra as janelas das casas e dispara os alarmes dos carros estacionados.

Entre vários sets para comitivas e festas de som automotivo, DJ André Zanella, de Chapecó, começou a fazer os sets Comando BR 101. Com estilo de locução de “apresentador de FM”, seu discurso era praticamente de “homenagem ao profissional” até começar a parceria com Pilha, esse sim ex-caminhoneiro. Pilha surgiu com seus áudios fazendo sucesso nos ZAPZAP da região com bordões como “Tá contente agora?” e o sotaque desta linda galera da zona rural catarinense, também conhecido como colono.

Fato é que a colonada se espalhou para todo Brasil nas últimas décadas (mete no Google aí: “mobilidade espacial da população sulista”) e agora estão em todo lugar. Mato Grosso (os dois), Tocantins, Bahia, Piauí, o céu é o limite. E agora todos eles tem na figura do Pilha seu representante. Com DJ André Zanella agora fazem o “Programa na Rodagem”, que é basicamente uma conversa entre os dois com um som rolando no fundo. Zanella puxa o assunto, Pilha conta os causos e bordões dele. O podcast humorístico dos caminhoneiros, com direito à merchan e tudo.

DJ Walter Studio Truck

"DJ que representa los camioneros y conductores unibus en Argentina". Exatamente isso. Inspirado pelo DJ Wagner, Walter Studio Truck é o representante da parte ítalo-hispânica do Mercosul no gênero DJs Caminhoneiros, mas muito compartilhado entre os brasileiros também. Na verdade ele procura usar um portunhol, com muitas gírias de caminhoneiros brasileiros (e manda abraço pra geral, de agrupamentos à flogueiros) pra não ter risco de perder ouvinte, fazendo aquele gostoso intercâmbio cultural. O som também é o que mais difere do padrão do DJ Wagner, já que mete as melhores latinas no meio do set.

DJ Shrek

DJ Shrek da Terceira Parte, ou DJ Shrek da Rodagem, de Estância Velha, Rio Grande do Sul, é mais um DJ que vai se especializando em fazer cdzão pra agrupamentos e auto elétricas. Para além do EDM sucesso entre a galera do trecho, DJ Shrek supostamente também fez sets de músicas tradicionalistas gaúchas, mas hospedou toda sua obra no ZippyShare e, lógico, expirou tudo. Mas tá aí na ativa sempre presente na Rota da Polenta na RS-122.

Locutor Maicon Lima e DJ Edson Mídia

Por fim, dois locutores que tão aí fazendo seus sets pra galera do caminhão, mas se precisar também faz locução de porta de loja e sonoriza festa, o que pintar tão aí, o importante é não ficar parado. “De Grajaú, Maranhão, para todo Brasil”, Locutor Maicon Lima, hoje residente em Anápolis, faz os CDs para agrupamentos, juntando os abraços pros motoristas com aquelas “frases de sabedoria”.

Também de Anápolis, Edson Mídia Studio Show, “o inconfundível”, tá aí desde 2015 fazendo cdzão qualificado para os agrupamentos da região, como GEF - Grupo Expresso da Feira e GVN - Galera da Vida Noturna. Mandando o pop pros choffers da estrada terem a energia de fazer o trecho do madrugadão, Edson Mídia foi adquirindo o péssimo hábito de concluir todas as frases com “han???”, “hein???”. Se você que tá lendo tem esse vício de linguagem, por favor, dê um jeito nisso. Porém, ao menos em minha pesquisa, foi o único a dedicar música a outro importante profissional do estradão, o motorista de ônibus, também conhecido como galera das 40 janelinhas.

Leia mais no Noisey, o canal de música da VICE.
Siga o Noisey no Facebook e Twitter.
Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.