Publicidade
Noticia

Boletim Matutino da VICE 14/02/20

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
14 Fevereiro 2020, 1:07pm

Foto: Agência Brasil 

Brasil

Fala de Guedes faz Banco Central gastar US$ 1 bilhão para segurar o dólar

Um dia após o ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmar que o real desvalorizado é algo positivo para a economia e as contas do governo e que empregadas domésticas deveriam parar de viajar para a Disney, o dólar abriu as negociações em novo patamar recorde, ao alcançar os R$ 4,38. Logo depois, ainda na manhã de ontem, o Banco Central anunciou uma intervenção surpresa no mercado de câmbio, o que acabou por tirar a força do dólar. A moeda americana vinha de uma sequência de cinco sessões consecutivas de alta, testando dia a dia novos patamares. No fim do pregão de ontem, fechou em queda de 0,38%, aos R$ 4,3339. O Banco Central vendeu no leilão de ontem o equivalente a US$ 1 bilhão em contratos de swaps cambiais. Para hoje, a autoridade monetária anunciou novo leilão de um lote de 20 mil contratos de swaps, que pode movimentar mais US$ 1 bilhão. – Valor

Paulo Guedes volta a defender nova CPMF em almoço na Fiesp

Enquanto o Banco Central se descabelava após suas declarações fazerem o dólar disparar, o ministro da Economia Paulo Guedes almoçou com um grupo de 30 empresários na sede da Fiesp, a Federação das Indústrias de São Paulo nesta quinta-feira (13). Após o encontro, que começou às 13h e terminou às 15h, o ministro saiu sem falar com a imprensa. O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que esteve presente ao encontro, também saiu sem atender aos jornalistas. Segundo presentes, durante o almoço Guedes voltou a defender um imposto sobre transações financeiras, ao estilo da CPMF, para desonerar a folha e substituir os tributos federais PIS e Cofins. – Exame

Bolsonaro bota general na Casa Civil e militariza Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou na tarde desta quinta-feira (13) a saída de Onyx Lorenzoni da Casa Civil. Ele chefiará agora a pasta da Cidadania, antes a cargo de Osmar Terra. A Casa Civil será comandada pelo general do Exército Walter Souza Braga Netto, confirmando o terceiro ministro oriundo das Forças Armadas na cúpula do Palácio do Planalto. Além de Braga Netto, outros dois generais chefiam a Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e o GSI, Augusto Heleno. O major reformado da Polícia Militar Jorge Oliveira é o chefe da Secretaria-Geral. As trocas foram confirmadas por Bolsonaro em suas redes sociais. Na manhã desta quinta, ele havia dito que as trocas ministeriais seriam anunciadas apenas por meio de publicações no Diário Oficial da União. O presidente agradeceu Osmar Terra, que deverá reassumir o mandato de deputado federal. O agora ex-ministro negou a oferta feita por Bolsonaro de assumir uma embaixada. – Folha de S. Paulo

Fotos de Adriano da Nóbrega morto fortalecem suspeita de queima de arquivo

O ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega era considerado peça-chave para o esclarecimento de dois casos emblemáticos: a expansão das milícias no Rio de Janeiro, muitas vezes com a ajuda clandestina de autoridades públicas, e o esquema de rachadinha no gabinete do então depu­tado estadual Flávio Bolsonaro, hoje senador da República. No domingo 9 de fevereiro, depois de mais de um ano foragido, Adriano foi morto por policiais da Bahia, que descobriram o seu paradeiro com a ajuda da equipe de inteligência da polícia fluminense. Segundo a versão oficial, ele reagiu a uma ordem de prisão e morreu após uma troca de tiros. Sua família pretendia cremar seu corpo já na quarta-feira 12, mas a Justiça proibiu. VEJA teve acesso a imagens que revelam que Adriano da Nóbrega foi abatido com tiros disparados a curta distância. As imagens reforçam a acusação feita por sua esposa e por seu advogado de que ele foi executado — e de que as forças policiais nunca quiseram realmente prendê-lo. – Veja

Relatora pede investigação da PGR sobre mentiras em CPMI no Congresso

A relatora da CPMI das Fake News, deputada Lídice da Mata (PSB-BA), acusa Hans River do Rio Nascimento, ex-funcionário de uma empresa de disparos de mensagens em massa, de ter mentido em seu depoimento à comissão parlamentar de inquérito e pede que a Procuradoria-Geral da República investigue o caso. As informações estão em representação protocolada junto ao Ministério Público nesta quinta-feira (13). O documento é assinado também por outros parlamentares, como os deputados federais Alessandro Molon (PSB-RJ), Luizianne Lins (PT-CE), Tulio Gadelha (PDT-PE), Paulo Ramos (PDT-RJ), Natália Bonavides (PT-RN) e Rui Falcão (PT-SP). No pedido, Lídice afirma que Hans “apresentou diversas informações que, posteriormente, viriam a se mostrar inconsistentes ou inverídicas”. Além disso, continua, a testemunha se recusou a prestar informações quando questionado pelos membros da comissão. – Folha de S. Paulo

CPMI das Fake News deve convocar Hans River para novo depoimento

O senador Angelo Coronel (PSD-BA), que preside a CPMI das Fake News, apresentou um requerimento pedindo a reconvocação de Hans River do Nascimento. O pedido será votado na próxima semana pelo plenário da comissão. O ex-funcionário da Yacows mentiu durante depoimento à CPMI e insultou a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha. Ele agora será submetido a novos questionamentos. Caso fique comprovado que prestou falso depoimento aos parlamentares, poderá até ser preso. O senador afirma que, no momento em que Hans prestava depoimento, na terça (11), não era possível saber se os fatos relatados eram falsos. Reportagens de Patrícia Campos Mello publicadas no mesmo dia, depois do depoimento, comprovaram, com cópias de mensagens, áudios e planilhas, as mentiras ditas pelo ex-funcionário da Yacows na comissão. – Folha de S. Paulo

Wajngarten propõe à Comissão de Ética da Presidência transferir empresa para a mulher

Chefe da Secretaria de Comunicação Social do governo federal, Fabio Wajngarten propôs à Comissão de Ética Pública da Presidência deixar a condição de sócio de uma empresa que recebe dinheiro de TVs e agências de publicidade contratadas pelo próprio órgão que ele comanda, ministérios e estatais do governo Jair Bolsonaro. Em defesa apresentada ao colegiado, que avaliará na semana que vem um possível conflito de interesses em seu caso, o secretário pediu para transferir suas cotas na sociedade para a própria mulher, a publicitária Sophie Wajngarten, com quem é casado em regime de comunhão parcial de bens. Ele também sugere que a administração da empresa seja repassada à esposa. Atualmente, a função é exercida pelo empresário Fabio Liberman, irmão do secretário-adjunto da Secom, Samy Liberman, amigo de infância de Wajngarten e escolhido por ele. – Folha de S. Paulo

Áudios comprovam que pastor assumiu posto na Funai para converter índios isolados

Uma conversa gravada entregue ao Intercept por uma fonte que pediu para não ser identificada revela que missionários evangélicos trabalharam pela nomeação de alguém com o perfil do pastor Ricardo Lopes Dias para a área que cuida de índios isolados da Funai. O áudio mostra também que o objetivo do grupo é converter os indígenas ao cristianismo. No áudio, o antropólogo e evangélico Edward Mantoanelli Luz diz o seguinte: “Nós vamos colocar um novo presidente na CGIIRC, nós acabamos de indicar uma nova pessoa para a CGIIRC, acho que você já deve ter lido e nós vamos formalmente mudar essa política porque nós acreditamos que, por mais inteligente que ela tenha sido até agora, ela permite manipulações, nós desconfiamos de manipulações”. – The Intercept Brasil

Rio de Janeiro registra a primeira morte por sarampo no estado em anos

O Rio de Janeiro registrou a primeira morte no estado por sarampo. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde nesta quinta-feira (13). A doença já havia sido erradicada no Brasil e por mais de uma década não se teve registro de sarampo no Rio de Janeiro. Ainda não há informações sobre a identidade da pessoa que teve o primeiro óbito em decorrência da doença. Esse ano, foram registrados 73 casos de sarampo e, no ano passado, foram confirmadas 333 pessoas com a doença. Em função disso, uma campanha de combate à doença está sendo realizada no país e, neste sábado (15), mais de 350 postos da secretaria municipal de Saúde estarão abertos no Rio para o dia D Nacional de combate ao sarampo. – G1

Sem pagar 13º de professores, Zema propõe aumento de 42% para policiais em MG

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), propôs dar um aumento salarial de 41,7% para policiais civis e militares dividido em três parcelas. A decisão ocorre em meio à crise fiscal no estado, que está sem pagar o 13º dos funcionários públicos com remuneração acima de R$ 2.500. Se enquadram neste grupo os 200 mil professores que estão em greve. O ano letivo nas escolas estaduais, previsto para ter início esta semana, não começou. De acordo com o projeto de Zema enviado à Assembleia Legislativa, a primeira parcela de 13% de aumento para os policiais civis e militares será feita daqui a seis meses, em julho de 2020, mais 12%, em setembro de 2021, e 12% em setembro de 2022. Ao final, a iniciativa terá um custo estimado de R$ 9 bilhões, de acordo com o próprio governo estadual. A dívida atual de Minas Gerais é de cerca de R$ 230 bilhões. – UOL

Justiça determina que deputados presos na Lava Jato sejam empossados na Alerj

O desembargador Rogério de Oliveira Souza, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), determinou nesta quinta-feira (13) – em decisão provisória – que dois deputados estaduais afastados dos mandatos após serem presos na Lava Jato devem ser empossados na Assembleia Legislativa estadual (Alerj). "(...) Defiro a liminar no sentido de reconhecer aos Impetrantes o direito ao pleno exercício de seus mandatos de parlamentares da Legislatura de 2019/2023", escreveu o magistrado. A decisão atende a pedido feito em mandado de segurança pelas defesas dos deputados Marcos Abrahão (que está preso) e Francisco Manoel de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira – que no ano passado passou à prisão domiciliar por decisão do Superior Tribunal de Justiça. – G1

Subsecretário de Crivella nega empregar namorada mas decretos o contradizem

O subsecretário da Comunicação de Marcelo Crivella, Daniel Pereira, encaminhou ao UOL, mais de um mês após publicação de reportagem sobre suspeita de nepotismo na Prefeitura do Rio, parecer da CGM (Controladoria Geral do Município) que o isenta de conflito de interesse por empregar a namorada, Paola de Lucas Barbosa, em um cargo na estrutura de comunicação da Vigilância Sanitária do município. Porém, decretos municipais citados no parecer contradizem a versão sustentada por Pereira. Pereira enviou o parecer da CGM em resposta à reportagem que mostra que a namorada de Daniel trabalhava em função sob seu comando, o que pode configurar nepotismo. Após analisar o parecer da CGM e os decretos citados a pedido do UOL, Paulo Corval, professor da Faculdade de Direito da UFF (Universidade Federal Fluminense) e especialista em administração pública, afirma que o entendimento da CGM é de que não há subordinação orgânica entre Pereira e a namorada, isto é, ele não é o gestor responsável por ações burocráticas, como concessão de férias e licenças. Porém, os decretos estabelecem que há subordinação funcional entre Pereira e a namorada. – UOL

Agente da Polícia Federal é morto a tiros em favela controlada por milícia no Rio

Um policial federal morreu após trocar tiros e ser baleado na Favela do Rola, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (13). Outro agente, que também trocou tiros com os criminosos, conseguiu fugir e se esconder numa casa na favela. O agente foi encontrado por policiais militares em estado de choque. O policial morto foi identificado como Ronaldo Heeren, e o agente que conseguiu escapar dos bandidos é Plínio. Ambos são do Núcleo de Operações da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Delecor). Heeren, que trabalhava na corporação há mais de 20 anos, foi encontrado por policiais militares em uma das vias da comunidade. Ele estava no banco do motorista de uma viatura da PF descaracterizada e os disparos que atingiram o policial entraram pelo vidro dianteiro do carro. – G1

Belo Horizonte terá ‘marcha para Satanás’ em defesa do Estado laico

Em março, a capital mineira Belo Horizonte sediará a primeira edição da “Marcha para Satanás”. Apesar do nome, o evento não é em homenagem ao capiroto, mas sim um pedido por um Estado laico. A marcha acontece no dia 29 de março na Praça da Liberdade, a partir das 14h. Ao site BHAZ, um dos organizadores do evento disse que a marcha é um protesto contra abusos cometidos em nome de algumas religiões. “Muita gente é perseguida por não se adequar aos padrões colocados pelas religiões. Homossexuais, travestis, pessoas de religiões de origem africana, são colocadas à margem da sociedade por causa desse conservadorismo medieval”, disse o organizador, que não quis se identificar. – BHAZ

Cavalo da PM morre após levar choque na Praça da República, no Centro de SP

Um cavalo da Polícia Militar morreu eletrocutado na última sexta-feira (7) na Praça da República, no Centro de São Paulo. O animal, chamado Conhaque, levou um choque ao encostar em uma tampa de bueiro energizada, segundo a Polícia Militar e a Enel. A Cavalaria da Polícia Militar de São Paulo estava fazendo uma patrulha na região da praça quando o animal pisou em uma tampa de fiação subterrânea que estava energizada e recebeu uma corrente elétrica de alta intensidade. Em nota, a secretaria das Subprefeituras de São Paulo afirma que "fiscaliza diariamente aproximadamente 45 mil postes de ferro na cidade de São Paulo, em razão de manutenções preventivas e corretivas" e que "todos eles são aterrados." – G1

Ambev demite funcionário que fez comentário homofóbico em rede social

A Ambev demitiu um funcionário após tomar conhecimento de que ele havia feito postagens homofóbicas em uma rede social. O caso chegou até a empresa por meio do grupo de apoio aos LGBTI+ da companhia. O funcionário teria comentado uma matéria sobre um casal gay que foi impedido de alugar um imóvel no Rio de Janeiro. Segundo a reportagem, ele teria compartilhado a notícia comentando que "não alugaria um lugar seu para homossexuais" e que homossexuais "nem são gente, uma raça maldita". Em nota, a Ambev condenou a atitude do funcionário e informou que ele já não faz mais parte do seu quadro de empregados. – UOL

Mundo

Autoridades suspeitam de transmissão de Covid-19 por encanamentos em Hong Kong

As autoridades de saúde de Hong Kong monitoram o surgimento de dois novos casos de Covid-19, infecção provocada pelo novo coronavírus. A suspeita é de que o vírus tenha se espalhado pelos encanamentos de um edifício. Na terça-feira (11), um prédio de 35 andares foi evacuado e mais de 100 pessoas não puderam voltar para casa após a confirmação de que dois moradores estavam com Covid-19: uma mulher de 62 anos, que mora no 3º andar, e um vizinho não identificado do 13º. "Não estamos seguros de quem foi o vetor de transmissão", disse a agência France Presse, Wong Ka-hing, porta-voz do Centro de Defesa Sanitária. O prédio evacuado, Hong Mei House, faz parte do condomínio Cheung Hong Estate, onde vivem cerca de 3 mil pessoas no noroeste da cidade. – G1

China revê dados da epidemia de Covid-19 e reduz número de mortos para 1.380

As autoridades de Saúde da China revisaram o número total de mortos na epidemia Covid-19, infecção causada pelo coronavírus. Nesta sexta-feira (14), Comissão Nacional de Saúde informou que o número atual de mortes é 1.380, e não 1.483 como divulgado anteriormente. A China disse que a diferença de 103 mortes foi devido a "estatísticas duplicadas" apenas na província de Hubei, onde está a cidade de Wuhan, considerada epicentro da epidemia. O governo de Pequim não revelou mais detalhes sobre o erro. O governo chinês também excluiu 1.043 casos de pacientes contaminados dos balanços de Hubei. Por conta desta revisão, o número de pessoas contaminadas na China continental é de 63.851, sendo que no início desta sexta esse total ultrapassava 64.000. – G1

Temperatura na Antártica ultrapassa 20ºC pela primeira vez na história

No último domingo (9), a Antártica registrou temperatura acima dos 20 graus pela primeira vez no registro histórico, trazendo atenção à questão da crise climática. Em entrevista ao jornal inglês The Guardian, o cientista Carlos Schaefer, do projeto Terrantar, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), afirmou que estão acompanhando a tendência de aquecimento em muitos dos locais, "mas nunca vimos nada parecido com isso", declarou. Na entrevista, Schaefer disse que a temperatura do arquipélago de James Ross, região onde foi feito o registro, tem estado irregular nos últimos 20 anos - que após o resfriamento na primeira década deste século, aqueceu rapidamente. No dia 6 de fevereiro, um pesquisador argentino na base Esperanza, localizada no extremo norte da Península Antártica, havia registrado 18,3ºC. – G1

Padre nos EUA diz que aborto é muito pior que abuso sexual de menores

Um reverendo estadunidense causou polêmica em Rhode Island depois de defender que o aborto é pecado muito pior que o abuso sexual de menores, durante entrevista sobre lei que legaliza a interrupção da gravidez à NBC. Segundo Richard Bucci, pelo menos a pedofilia “não mata ninguém”. Rev. Bucci já era conhecido na Costa Leste por proibir parlamentares a favor da legalização do aborto de participar de eventos em sua igreja. "Alguns podem fazer uma comparação entre pedofilia e aborto. Mas a pedofilia não mata ninguém, aborto mata", ele afirmou. O padre decidiu falar por si mesmo, e a Parish Sacred Heart of Jesus, ou Igreja do Sagrado Coração, se recusou a comentar tais declarações, depois de questionada pela NBC News. – Aventuras na História

Amsterdã quer proibir turistas estrangeiros de comprar maconha na cidade

Femke Halsema, prefeita de Amsterdã, na Holanda, quer impedir os visitantes estrangeiros de comprar maconha na cidade. Haselma explica que um terço dos turistas de fora visitariam o país com menos frequência se fossem impedidos de comprar cannabis nas cafeterias, conforme matéria do jornal britânico The Guardian. A prefeita quer apoio político para reduzir os pontos de venda da cannabis, principalmente no superlotado distrito da Luz Vermelha. Amsterdã é o lar de 1,1 milhão de pessoas e recebe cerca de 17 milhões de visitantes por ano. Um estudo do escritório de pesquisa, informação e estatística de Amsterdã apontou que entre os entrevistados de todas as nacionalidades, 40% disseram que não usariam mais “haxixe ou maconha” em suas visitas se tal proibição fosse aplicada. – Istoé

Califórnia quer anular 85 mil condenações por maconha após legalização

Mais de 85 mil condenações relacionadas à maconha, algumas delas definidas há 60 anos, serão automaticamente anuladas dos registros criminais por meio de um programa piloto lançado na Califórnia, onde a venda e o uso da erva para fins recreativos foi legalizado em 2018. Essa medida "vai ser um alívio merecido para as pessoas de cor que sofreram desproporcionalmente as injustas consequências das leis de nosso país" quanto a esse assunto, disse Jackie Lacey, fiscal do condado de Los Angeles, onde cerca de 66 mil penalizações serão anuladas. Os especialistas acreditam que o consumo e a venda de maconha está presente na mesma proporção a todas as origens étnicas e culturais. Um estudo feito nos EUA, divulgado em 2016, mostrou que os cidadãos americanos negros, que representam apenas 6% da população da Califórnia, correspondem a 25% dos presos exclusivamente por infrações ou delitos relacionados à cannabis. – Correio

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter , Instagram e YouTube .

Tagged:
brasil