Publicidade
Noticias

Terreiros de Candomblé são atacados por criminosos no RJ

Os religiosos foram obrigados a quebrar as imagens e artigos sob ameaça de morte.

por Equipe VICE Brasil
13 Setembro 2017, 6:10pm

Imagem: Reprodução/Facebook.

Faz tempo que o estado do Rio de Janeiro acumula casos de intolerância religiosa, entre protestos e ataques contra muçulmanos e hostilização de terreiros de candomblé e umbanda. A história se repetiu mais uma vez em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense: criminosos invadiram dois terreiros de candomblé obrigando sacerdotes a destruírem imagens e artefatos.

Os crimes que ocorreram na última segunda-feira (12) foram gravados pelos infratores. O vídeo mostra o ataque que ocorreu no bairro Imbaí contra uma senhora filha de santo. Ela aparece sendo ameaçada e obrigada a quebrar os artigos religiosos. Em outro vídeo, que ocorreu no bairro Flora, um rapaz também é forçado a exterminar as imagens e símbolos, recebendo ameaça de morte de supostos traficantes..

Em contato com a VICE, Marcos José, representante da Federação Brasileira de Umbanda, Candomblé e demais Cultos Afro-Brasileiros, comenta que "quem está apurando diretamente este caso é o secretário de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos Átila Alexandre Nunes. A Federação repudia a intolerância religiosa e a invasão de centros religiosos. Ela atua tentando resguardar os associados e que, questões de invasão de propriedade, depredação, agressão, assiste na parte jurídica e defesa. A nível de proteção, a Federação procura a delegacia local e faz todo o trâmite e acompanhamento que ampare dentro da lei os nossos associados."

Além da secretaria estadual de Direitos Humanos, o crime está sendo investigado pela Polícia Civil, juntamente com uma série de ataques na região após denúncias de que traficantes estão perseguindo religiosos e cometendo crimes de intolerância religiosa.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.