Publicidade
Music by VICE

Chris Cornell morre aos 52 anos de idade

O vocalista do Soundgarden e Audioslave se enforcou no banheiro do hotel em que estava hospedado em Detroit.

por Equipe Noisey
18 Maio 2017, 1:18pm

ATUALIZAÇÃO 18/5/2017 15h10: Segundo a Associated Press e outras fontes, um exame médico confirmou que Chris Cornell se enforcou com uma faixa no banheiro do hotel MGM Grand Detroit, após apresentação com o Soundgarden no Fox's Theatre em Detroit.

Chris Cornell, responsável pela criação do Soundgarden em 1984 e que depois viria a ser o frontman do Audioslave, morreu aos 52 anos de idade. Em nota à Associated Press, seu assessor Brian Bumbery se referiu à morte como "súbita e inesperada" e comentou que família do músico trabalharia em conjunto com o legista para determinar a causa. Cornell estava em turnê com o Soundgarden com diversos shows marcados ao longo do mês. O músico inclusive tuitava sobre as próximas apresentações horas antes de sua morte nesta noite de quarta em Detroit.

Um porta-voz da polícia, Michael Woody, apesar de não entrar em maiores detalhes, disse à AP que a polícia considera a possibilidade de suicídio, baseado em "coisas básicas observadas no local". Cornell foi encontrado morto no banheiro de seu quarto de hotel no MGM Grand Detroit por um amigo da família. Ele também disse que a esposa de Cornell, Vicky, telefonou para o amigo e "lhe pediu para dar uma olhada no Cornell". O amigo teria arrombado a porta do banheiro e visto o músico chão do banheiro.

No show desta quarta, o Soundgarden fechou o show com 'Slaves & Bulldozers', misturada com um trecho de 'In My Time of Dying' do Led Zeppelin. Segundo a NME, o cover era artimanha recorrente nos shows da banda, mas que agora ganha um novo e ainda mais bucólico significado.

Você deve se lembrar de Cornell por conta do Soundgarden, sua influência pioneira no cenário musical de Seattle nos anos 80 e 90, bem como o fato de que foi a primeira banda grunge a assinar com uma grande gravadora. Você também deve se lembrar dele como a força motriz do supergrupo Audioslave e como o único vocalista que não é o Zack de la Rocha capaz de acompanhar as loucuras de Tom Morello na guitarra. Ou ainda, talvez você se lembre dele como o cara que fez a música tema de 007 – Cassino Royale, assim mudando a tradição de "balada épica" para "pedrada rocker". Seja lá qual for a sua lembrança, hoje é dia de ouvir a obra do homem.

Como é o caso com vários dos ícones musicais que perdemos ao longo dos últimos dois anos em especial, não há uma maneira fácil de capturar o legado de Cornell. Teremos um obituário adequado em mãos logo menos.

Nossos sentimentos aos seus familiares, amigos e fãs.

Imagem de capa via.

Tradução: Thiago "Índio" Silva

Tagged:
Music
Noisey
Detroit
grunge
RIP
Soundgarden
chris cornell
Obituario
Audioslave