VICE Brasil 360

VICE 360: Por dentro de Mariana um ano depois

Com câmeras em 360º e drones, revisitamos a área atingida e conversamos com os ex-moradores.
04 Novembro 2016, 3:58pm
casa lama desastre ambiental Mariana Minas Gerais

É impactante ver de perto a cidade-fantasma que o vilarejo de Bento Rodrigues, na cidade de Mariana, Minas Gerais, se tornou. A visão circunferencial, em 360 graus, mostra bem a realidade: casas vazias, rastros de destruição, a predominância da cor marrom provocada pela lama e a total ausência de vida. O dia 5 de novembro de 2015, marcado pelo rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco, foi definitivo para as pouco mais de duzentas famílias que viviam ali.

Prestes a completar um ano do maior crime ambiental já acontecido no país, a VICE esteve na cidade mineira munida com seu equipamento em 360º e drones, que sobrevoaram Bento e o distrito de Paracatu de Baixo, também atingido pelo tsunami de lama.

O futuro das famílias prejudicadas ainda é incerto. Segundo os moradores, a Samarco promete a entrega dos vilarejos reconstruídos até 2019. "Parece que eles vão chamar todo mundo individualmente e cada um vai falar como era sua casa. Agora, se vai ser como era antes, eu não sei", declara a agricultora Maria Aparecida Luiz, 45, que nasceu e viveu toda a vida em Paracatu de Baixo.

LEIA MAIS NA COLUNA "DESASTRE EM MARIANA"

Em outubro, o Ministério Público Federal indiciou 22 pessoas e as empresas Samarco, Vale, BHP Billiton e VogB pelo rompimento — sendo que 21 delas são acusadas de homicídio qualificado com dolo eventual (quando não se deseja o resultado, mas assume o risco de matar).

Maria, ex-moradora de Paracatu, revisitou sua antiga casa junto com a reportagem da VICE. "Eu tinha quintal, horta com frutas", lamenta, dentro do cômodo que costumava ser sua cozinha. As expectativas para o novo vilarejo não parecem altas. "Tomara que fique bom. Igual?, acho que nunca vai ficar."

ABAIXO, ASSISTA AO VÍDEO EM 360º FEITO EM MARIANA. SE VOCÊ ESTIVER NO CELULAR, CLIQUE AQUI PARA CONSEGUIR VER O VÍDEO COM MELHOR DESEMPENHO:

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.