Perguntamos para pessoas de mullets por que elas usam mullets
Fotos cortesia dos entrevistados.
Entretenimento

Perguntamos para pessoas de mullets por que elas usam mullets

"Dizem que pareço o Pablo Escobar."
4.4.18

Poucos cortes de cabelo hoje são tão controversos quanto o mullet, também chamado de "cabelo xororó" no Brasil. Essa onda atingiu o pico de popularidade nas cenas do rock e punk nos anos 70 e 80 – e, aqui, no sertanejo de 90. Mas, hoje em dia, não parece tão ok ostentar o cabelo curto na frente com um tufo na altura da nuca.

Entretanto, há sinais de que o corte está ressurgindo globalmente, especialmente em círculos da moda e na comunidade queer. Antes da volta triunfal do mullet no mainstream, falamos com alguns entusiastas e adeptos desse peculiar formato capilar para saber por que eles amam o corte, como as pessoas respondem a ele, e se eles acham que o mullet vai mesmo voltar com tudo.

Publicidade

Ricardo León, 24 anos, estudante

VICE: Me conta, Ricardo, por que você tem mullet?
Ricardo: Porque curto o estilo, e adoro os anos 80.

O que o mullet significa pra você?
Não muito, na real. É só um corte de cabelo como qualquer outro. Não é que, ah, de repente me sinto livre e realizado toda vez que sinto uma mecha de cabelo encostando na minha nuca.

O que você acha de quem encara o mullet como um corte ridículo?
Acho uma pena tanta gente ter uma reação tão negativa ao mullet. Teve gente que já zuou na minha cara, enquanto outros ficam olhando e riem pelas costas. Isso só me fez perceber como as pessoas julgam sem nem te conhecer. E não importa o que estou vestindo, o que digo e como ajo – sempre vou ser um pária para algumas pessoas. Mas, fora da Espanha, as pessoas dizem que pareço o Pablo Escobar.

Angela Huete, 21 anos, Stylist

VICE: Oi, Angela. Tem uma razão específica para você ter escolhido usar mullet?
Angela: Sinceramente, não. Não foi uma coisa muito pensada.

Você acha que isso afeta como as pessoas te veem?
Depende da situação. Esse corte pode te deixar sexy, mas se você vestir um moletom, vai parecer um moleque de 12 anos.

Você acha que o mullet te deixa mais masculina ou feminina?
Gênero é um conceito que não existe mais. Mas se eu for pela ideia tradicional de que meninas têm cabelo comprido e meninos têm cabelo curto, então, dá pra ser ser uma mulher por trás e um homem pela frente.

Publicidade

Foto vía Angela Huete

Foto vía Angela Huete

Alverd Gual-Cibera, 26 anos, músico

Foto por Pol Rodellar.

VICE: Você acha que a maioria das pessoas com mullet usa o corte ironicamente?
Alverd: Bom, acho que caio nessa categoria. Esse tipo de reapropriação cultural é muito interessante, especialmente como um tipo de empoderamento. Também é uma forma de radicalismo – um jeito de capturar meu lado punk. Além disso, gosto de como o corte representa um apagamento dos limites de gênero. Combina muito comigo.

As pessoas respondem de maneira diferente por causa do seu cabelo?
Sim. Já tive que lidar com pessoas questionando se eu estava tentando parecer mulher. A mesma coisa acontece com garotas que usam mullet porque, tradicionalmente, para mulheres é um corte visto como masculino.

Te incomoda as pessoas pensarem assim?É só um estereótipo besta. E tenho que dizer: sou responsável por algumas pessoas terem mudado sua percepção do corte e estereótipos ligados a ele. Gosto muito disso.

Foto por Pol Rodellar.

Ahida Agirre, 29 anos, estilista

Foto via Ahida Agirre.

VICE: Oi, Ahida. Como você acabou com um mullet?
Ahida: Um dia decidi mudar completamente meu look, então escolhi o mullet.

Você acha que é hora da sociedade mudar sua percepção do mullet?
Sim, com certeza. Historicamente, mullets eram usados por homens e mulheres de diferentes movimentos culturais. É muito bom ver gente mais jovem se apropriando disso. Você vê muitos garotos espanhóis de mullets, especialmente em Bilbau.

Sim, parece que o mullet está voltando. Você acha que ele quebra as percepções tradicionais de beleza?
Sim. Adoro como os mullets brincam com normas de gênero. Eu ia adorar ver o corte voltar de vez, e não só como modinha. Pra falar a verdade, fico entediada com modinhas rápidas. Prefiro coisas que ficam.

Matéria originalmente publicada pela VICE Espanha.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.