Idanha-a-Nova

  • Fui lavar a alma ao Boom Festival e isto foi o que aprendi

    Em pleno Dance Floor, numa moca de felicidade, dei por mim a olhar à volta e a perceber que havia muita gente ali a ver coisas que eu não via. O fotógrafo Queragura, no entanto, tem provas de que tudo o que viu estava mesmo lá.

  • A experiência de um "trip-sitter" americano no Boom

    "Enquanto frequentador assíduo de festivais nos últimos anos, queria ver com os meus próprios olhos como é que, num dos países que mais perto chegou de acabar com a guerra às drogas, se lida com o consumo de substâncias neste tipo de eventos".

  • Fotos analógicas da vida alternativa no Boom

    A vida pode mesmo ser assim? Diana Antunes agarrou numa descartável e captou o quotidiano do Boom, o festival sem marcas, sem marketing e que professa um estilo de vida alternativo, para lá da simples bolha utópica.

Publicidade