Quantcast

Quem é Saffiyah Khan, a mulher que enfrentou sorrindo racistas na Inglaterra

Conheço a Saf de shows punk e da pista de skate; o mundo agora a conhece como a mulher da foto que viralizou depois de protestos da extrema-direita, em Birmingham, no último fim de semana.

Tim Mobbs

Saffiyah Khan encara Ian Crossland, durante o protesto em Birmingham. Foto por Joe Giddens/PA Wire/PA Images

(Foto acima: Saffiyah Khan encara o manifestante da LDI Ian Crossland durante um protesto em Birmingham. Foto: Joe Giddens/PA Wire/PA Images.)

Esta matéria foi originalmente publicada na VICE UK.

Uma foto da minha amiga Saffiyah viralizou no final de semana quando a imagem dela sorrindo para o líder da Liga de Defesa da Inglaterra foi postada na internet. A história por trás da foto é a seguinte: depois do ataque a Westminster no final de março, o grupo de extrema-direita decidiu rumar para Birmingham no final de semana passado para "protestar", ou seja, encher a cara em público e gritar alguma coisa sobre açougues halal. Em certo ponto, Ian Crossland e cerca de 20 membros da LDI confrontaram uma mulher de hijab, que estava no contraprotesto. Depois de a polícia não ter feito nada, Saffiyah interferiu, e a foto foi tirada.

"Ter viralizado é inútil se nada de bom sair disso."

Crossland alegou que a razão para ter confrontado a "esquerdista suja" se deu por ela ter interrompido um minuto de silêncio pelas vítimas dos ataques de Westminster e Estocolmo — mesmo que o ex-líder da LDI Tommy Robinson tenha dito que a afirmação era mentirosa, confirmando que Saffiyah estava defendendo outra mulher e chamando a foto de "vergonhosa".

Enquanto eu conheço a Saf de shows punk em Birmingham — além de saber que ela consegue andar de skate fazendo poses de ioga —, o mundo agora a aplaude, principalmente, por continuar de boa. Falei com ela rapidamente enquanto Saf está tendo que lidar com ligações da mídia do mundo inteiro.

"Quem parece que tem poder aqui? A brummie à esquerda ou o cara da LDI que migrou um dia para nossa cidade e não conseguiu assimilar"

VICE: Primeira coisa, como é ser a única brummie [moradora de Birmingham] de menos de 60 anos na primeira página dos jornais?
Saffiyah Khan: É um momento importante para Birmingham.

É mesmo. Então, sobre a foto — vi alguns simpatizantes da LDI dizendo que você estava interrompendo um minuto de silêncio para as vítimas do terrorismo islâmico. Qual é a dessa história?
Sim, tem algumas evidências em vídeo contraditórias. Qualquer um que me conhece sabe que eu respeitaria um minuto de silêncio pela morte de inocentes, independentemente de quem estiver fazendo [a homenagem]. Essa é uma questão da minha consciência, e é uma ferramenta poderosa.

Então você não está deixando essas coisas te afetarem?
Tenho preocupações? Acho que não. Vamos ver como tudo se desenrola. Sou sempre tranquila; a vida é boa.

A foto que Saffiyah mandou para o autor sobre seus pensamentos e manter a tranquilidade.uem é Saffiyah Khan, a mulher que enfrentou sorrindo racistas na Inglaterra

O que você gostaria que acontecesse?
Estou esperando tudo isso morrer um pouco para que eu possa ser produtiva na luta contra o racismo nas ruas do Reino Unido, além do interesse louco da mídia no momento. Tenho coisas grandes planejadas, estou me focando na imagem maior. Ter viralizado é inútil se nada de bom sair disso.

Como exatamente você pretende usar essa nova fama na internet?
Meu objetivo agora é usar isso como plataforma para qualquer coisa que eu possa fazer para reduzir o racismo e a islamofobia no Reino Unido. Não é uma questão de luta pessoal com a fama; não sou uma celebridade — é mais sobre o simbolismo da foto do que sobre quem eu sou.

Legal, obrigado Saf – boa sorte com o resto das suas ligações!

Tradução: Marina Schnoor

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.