Cartunista publica logo de emissora com suástica e recebe notificação extrajudicial

A RecordTV pediu que a charge publicada pelo carioca Matheus Ribs fosse tirada do ar.

|
out 18 2018, 3:52pm

Charge cedida por Matheus Ribs à VICE Brasil 

Na semana passada, o cartunista Matheus Ribeiro, 23, conhecido como Ribs nas redes, publicou uma charge com o logo da RecordTV e uma suástica. A pedido dele, a VICE optou por não publicar a arte em questão.

Na última segunda (15), Matheus recebeu uma notificação extrajudicial por parte da emissora, alertando que poderia sofrer uma ação judicial por danos morais, utilização de propriedade intelectual e por incitação ao ódio, violência e preconceito pelo conteúdo da charge caso não a retirasse do ar.

Ribs, que sempre retrata em suas artes críticas diretas contra racismo, intolerância, questão da mulher, do negro, do indígena, dos LGBTs, já estava acostumado às ameaças que recebe na internet e, a princípio, duvidou da veracidade da notificação. Após conversar com sua advogada, ele entendeu que seria melhor acatar o pedido da emissora paulista e retirar a charge do ar.

1539810369643-POST-CENSURADO

O cartunista contou à VICE que os advogados da RecordTV entenderam o trabalho como uma montagem e não uma expressão artística, nem mesmo como uma charge. "[Eles] não sabem o que que é o meu trabalho", afirma o artista. Para Matheus, a postura da emissora infringiu sua liberdade de expressão, uma vez que a charge, mesmo irônica, é uma manifestação artística. "O que mais me impressionou também é eles vincularem o crime de preconceito, porque isso revela o quanto a emissora tem uma ligação com a questão da igreja", ressalta.

Orientado por sua advogada, Matheus resolveu tirar a publicação do ar por compreender que a princípio, não há uma certeza se a batalha judicial daria causa ganha para ele ou para a emissora. "Seria um desgaste muito grande de levar à Justiça. Atualmente nosso sistema jurídico não está muito favorável para as liberdades individuais, liberdade de expressão", explica.

Em 2016, a página Cartunistas contra o golpe reuniu vários artistas da cena brasileira para publicarem artes contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Matheus se uniu a eles. "Ouço muito que 'cartunista tem que ser isento', e eu não concordo com isso", confessou Ribs, que também é formado em Ciências Políticas pela UniRio. "Sempre deixei muito claro que política tem lado. A minha forma de me expressar artisticamente através das charges é refletir sobre desigualdade social, as injustiças do Estado, do poder judiciário e do sistema eleitoral", completa.

Incerto sobre seu futuro como cartunista e de suas publicações (ele achou por bem tirar seu perfil do ar nas redes), Ribs afirma que sua preocupação é uma possível intelorância e ódio propagados pelos eleitores de Jair Bolsonaro, caso o candidato assuma a presidência. O artista irá esperar o resultado das urnas no segundo turno, no dia 28 deste mês, para repensar quais passos seguir daqui em diante. "Ninguém quer ser perseguido, ninguém quer passar por esse tipo de situação. A gente tem medo", conclui.

Procurada pela VICE, a RecordTV não se pronunciou sobre o caso até publicação desta matéria.

Siga o Bruno Costa no Twitter.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais VICE
Canais VICE