Noisey

O metal atravessa os mares no split entre Basalt e Redemptus

‘Atlântico’ vem com duas músicas inéditas de cada uma das bandas, brasileira e portuguesa, de metal alternativo. Ouça primeiro aqui.

Brasil e Portugal reafirmam sua conexão metálica com o lançamento do split Atlântico, estrelando as bandas Basalt, daqui, e Redemptus, de lá. Os grupos se conheceram em 2015, quando Paulo Rui, vocalista do Redemptus, esteve no Brasil em turnê com o Besta, banda da qual também é integrante. À ocasião, o Besta dividiu palcos com O Cúmplice, cujo vocalista é o Marcelo Fonseca, mesmo do Basalt. A obra inclui duas músicas inéditas de cada, com lançamento pelo selo lusitano Raging Planet e masterização do norte-americano Jack Shirley, que já trabalhou com nomes como Oathbreaker, Deafhaven e Loma Prieta.

Publicidade

O Redemptus surgiu em 2014, na cidade do Porto, e conta ainda com o guitarrista Miguel Santos e o baterista Marcos Martins na formação. O trio faz um som que caminha pelo sludge, o doom e o post-metal. Em sua discografia consta o álbum We All Die the Same (2015), e Every Red Heart Fades to Black, a caminho para novembro. As músicas do Basalt, sonzera sludge que o Noisey já apresentou a vocês, foram gravadas entre março e abril no Estúdio Kaum com produção de Guilherme Real. Eles acabam de lançar o debut O Coração Negro da Terra, que no molde físico saiu em edição digipack limitada via Black Hole, Samsara e Matéria Negra Discos.

Curta o som e já aproveita pra colar no show do Basalt neste sábado (30), no Dissenso Lounge, ao lado do Carahter e do Death by Starvation. Chance boa de ver três das melhores bandas do metal alternativo nacional juntas.

Basalt:

Redemptus:

Leia mais no Noisey, o canal de música da VICE.
Siga o Noisey no Facebook e Twitter.
Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.