FYI.

This story is over 5 years old.

Μόδα

Moda Bebê

Se recuse a vestir seu filho que nem lixo.

O nenê do autor.

Vou te dizer: não sou muito fã de roupinhas de bebê. Muitas cores e estampas, um monte de laços e fitas, cintos e botões irrelevantes – nada combina com nada, e algumas coisas nem combinam sozinhas. Tudo muito berrante, tipo 30 tons de rosa e 20 azuis diferentes. Piadinhas bestas nas camisetas – tipo, calma aí, cara, que porcaria de roupa de palhaço é essa que você está querendo me vender? Você quer que meu nenê fique brega?

Publicidade

As pessoas alegam: "Quem liga? É só um nenê, joga qualquer merda de camiseta engraçadinha nele – e pronto". Não, foda-se. Vista seu bebê com uma Polo vintage. Arranje um Nike Flynits e uma calça de ioga de marca pra usar na área VIP de qualquer festival que esteja bombando na cidade. O Jordan do seu bebê tem de ser mais foda que o seu. Seu bebê sabe o que fazer nessas roupas – o quê? Não tirar, né? Com certeza. Acho que as pessoas estão tirando vantagem de que os bebês são educados demais para falar que aquele macaquinho que você comprou é feio pacas.

Além disso, você não tem de colocar um laço esfarrapado numa camiseta pra todo mundo saber que é uma menina ou uma porcaria de caminhão numa calça para todo mundo saber que seu filho é homem. Sério que você tem medo de que algum estranho na rua não saiba qual a genitaliazinha daquele seu humano em formação? Foda-se.

Falando em marcas, eu até curto a Gap (nunca achei que ia falar isso). Eles têm umas coisas bem simples e básicas de bebê. Acho que o nome é Baby Gap. Também é legal: Zara. A Carter é boa. São roupas de bebê sem ser coisa de palhaço. Que mais… Gucci, Prada, Louis Vuitton, Chanel, Calvin Klein, Ferragamo, Fendi, Armani… todas essas arrasam. Descole um Rolex miniatura pro bacurizinho. Ele vai acordar no meio da madrugada, apontar pro Rolexzinho dele e dizer: "Olha, o segundo ponteiro nem faz tique-taque, cara. Ele desliza".

Publicidade

Passe na loja da Mishka e compre um jeans massa – e, quem sabe, um crop top. Arranje um bonezinho do seu time favorito. Talvez uma mochilinha descolada. Compre uma camiseta EXG branca e uma camiseta EXG preta na loja da esquina. Um moletom da FUBU e um chapéu cata-ovo da Triple 5 Soul. Arranje pro bebê um colete de veludo Rocawear. Uma touca Hiero. Compre um blusão do Tommy Hilfiger pro seu filho. Descole um blusão Cross Colours. Ou, quem sabe, uma jaqueta Members Only? Ouvi dizer que eles estão voltando pela terceira ou quarta vez. Também ouvi falar que a Rodarte vai bombar de novo, não sei. Leve o bebê na Opening Ceremony. Compre uns bagulhos raros da Highland. Arranje um moletom de marca para o nenê. Compre umas munhequeiras para compor um look esportivo. Compre um Louboutin de sola vermelha para o nenê logo cedo; assim, você coloca um patamar bem alto para a próxima safra de moleques rappers riquinhos. Compre aqueles creepers da Rihanna para a Puma. Ela vai dar festas Ghetto Gothik na creche. Descole umas coisas do Alexander Wang e do Marc Jacobs. Não tem como errar com Baby HBA e Baby Bape. Compre uns minis Dolce & Gabbana.

Faça um mural de moda para o bebê com palavras-chave como "rebelde", "fierce", "ingénue", "1968", "Futurismo", "Ivy", "Balayage", "lunar", etc. Repare na iluminação. O edifício é a roupa do espaço. A roupa é um envelope de uma carta de amor na forma de um ser humano. Assine a Babywear Daily. Isso existe? Tentei jogar no Google, mas tô sem internet aqui. Assine a Baby Vogue. A moda vai além da roupa, moda é atitude. Considere pedaços de banana meio mastigados como acessórios. Pinte umas camisetas com suco de uva. Use a criatividade. O bebê precisa de uma roupa que o destaque. Assista a Prêt-à-Porter no mudo ouvindo Inikamoza.

Concluindo: isso é moda, neném. Brinque. Se divirta. Se recuse a vestir seu filho que nem lixo. Isso é importante. O bebê tem de parecer foda se ele vai ser foda, certo? Precisa de exemplos? Vai lá no @kool_day, no Instagram. Essa é minha filha vestida pela mãe dela, @cultdays, que também fez algumas das peças que o nenê está usando. Se você gostar de alguma coisa, é só entrar em contato com ela, mas os preços são salgados porque isso aqui é alta-costura, cara. It's fashion, baby.

Siga o Kool A.D. no Twitter.

Tradução: Marina Schnoor